Fazer Compliance Na Gestão De RH

5 dicas para fazer compliance na gestão de RH

Com a revolução tecnológica que vem acontecendo nos últimos anos, um tema muito discutido é a gestão de RH e quais métodos devem ser adotados para que tudo ocorra dentro dos conformes. A área de recursos humanos pode se beneficiar, e muito, se souber aplicar corretamente os conceitos de compliance em suas ações.

Por isso, para deixar esse tema menos confuso e ajudar a colocar em prática quem não sabe por onde começar, separei cinco dicas para dar um direcionamento na aplicação dessa estratégia:

  • Busque os antecedentes: considero esse item um dos principais, pois para evitar crises futuras é essencial saber com antecedência todos os detalhes de processos ou conexões que um futuro funcionário possa ter e que possam, de alguma forma, refletir na empresa;
  • Faça relatórios recorrentes: por mais que a busca acima evite riscos e crises com as contratações, é importante que a empresa continue fazendo pesquisas periódicas enquanto o funcionário estiver na empresa. É um método que ajuda a detectar possíveis dores de cabeça as companhias;
  • Promova auditoria de contratação: é necessário sempre fazer auditorias internas para evitar qualquer tipo de contato de funcionários com fornecedores ou clientes, evitando que tenha um favorecimento na contração de um possível empregado;
  • Realize auditoria de promoção: monitore promoções para evitar favorecimento internos por conta de relações pessoais entre colaboradores da empresa;
  • Crie um canal de denúncia: ter um canal de denúncias internas e promover transparência na cultura da empresa é um dos pontos essenciais para evitar qualquer tipo de fraude. Por isso, torne seus colaboradores os principais agentes desta prática.

Por fim, o compliance tem como premissa entender o quão exposta a sua empresa possa estar a um risco eminente, seja por meio da contratação de pessoas para cargos operacionais e, até mesmo, cargos mais estratégicos. Dessa forma, a gestão de RH de uma empresa precisa ser munida com informações que sejam realmente relevantes para a tomada de decisão e, sem dúvidas, ir além das informações contidas em um currículo.

Por Eduardo Tardelli, CEO da upLexis, uma empresa de busca e estruturação de informações extraídas de grandes volumes de dados (Big Data) extraídos da internet e outras bases de conhecimento

Fonte: MundoRH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar