Gerenciamento De Resíduos De Produtos Cosméticos

Tudo que você precisa saber sobre o gerenciamento de resíduos de produtos cosméticos!

Você já parou para pensar sobre o gerenciamento de resíduos dos produtos cosméticos de seu negócio? Há quem pense que se trata de um detalhe desnecessário, que não merece atenção nem investimento. Mas, por mais que não seja algo diretamente ligado ao seu core business, precisa ser considerado para garantir a qualidade e o bom funcionamento do seu negócio. Além de ser uma ideia sustentável, representa o seu compromisso com o meio ambiente – servindo até como recurso de marketing.

Neste post, saiba mais sobre o gerenciamento de resíduos de produtos cosméticos. Acompanhe.

O que é o gerenciamento de resíduos?

O gerenciamento de resíduos se refere ao processo desenvolvido para fins de descarte de produtos químicos – de caráter líquido ou sólido. A ideia é buscar a forma de descarte correto, a fim de reduzir os impactos ambientais causados por esse tipo de substância na natureza.

Neste processo, evidencia-se a necessidade de um plano adequado, focado em ações específicas de eliminação e/ou reaproveitamento de matérias-primas. Para o gerenciamento de resíduos, é essencial o conhecimento prévio sobre o processo para que os objetivos possam ser atingidos da forma esperada.

Por que o gerenciamento de resíduos é importante?

Em negócios do segmento de beleza, são muitos os produtos químicos que podem causar sérios prejuízos ao meio ambiente, tanto no curto quanto no longo prazo.

Com a aplicação de um sistema de gerenciamento de resíduos eficiente, a empresa garante o seu desenvolvimento sustentável. Com o foco na redução dos impactos ambientais causados pelo descarte incorreto de produtos cosméticos, inicia-se um trabalho de conscientização e cuidado que refletirá na imagem de seu negócio.

Por que fazer o gerenciamento de resíduos?

Você já parou para pensar que esta atitude pode, também, ser uma ferramenta de marketing? Acredite, ações como essa podem ser uma boa alternativa para alavancar os negócios. Sabe por quê?

  • Assim, seu negócio estará em legalidade com os órgãos oficiais;
  • Problemas com o tratamento dos efluentes podem ser caracterizados como crime ambiental. Resíduos líquidos podem ser tóxicos e seu descarte incorreto contaminar o solo e até mesmo causar a morte de animais e de pessoas;
  • Desenvolver um plano de gerenciamento de produtos acaba promovendo a imagem do seu empreendimento, transmitindo a sua preocupação com o futuro do planeta e, consequentemente, representando a credibilidade da sua marca.
  • Um  estudo demonstrou que nove em cada dez consumidores esperam que as empresas façam mais do que lucrar, mas também operar com responsabilidade para abordar questões sociais e ambientais.

Como organizar o gerenciamento de resíduos?

Para começar, é preciso identificar a sua produção de resíduos, ou seja, quais são os tipos de produtos, suas composições químicas e a quantidade de material.

Depois, é necessário organizar a separação dos resíduos conforme componentes e formas de descarte. Para isso, é preciso, também, conscientizar os funcionários da empresa, a fim de que possam colaborar com o processo e entender a sua importância dentro do todo. Isso sem contar o monitoramento do andamento desta atividade, que faz toda a diferença para a execução correta.

Para orientação da melhor e mais adequada forma de encaminhar o descarte desses produtos, é recomendado buscar auxílio de empresas especializadas, com expertise em gestão ambiental.

O gerenciamento de resíduos deve levar em conta o que prescreve a Lei Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Para que você possa entender melhor a Lei e organizar o gerenciamento de sua empresa, baixe gratuitamente a cartilha elaborada pela ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos).

O resultado do gerenciamento de resíduos

Com o gerenciamento adequado, é possível garantir que a execução final também seja positiva. Esta, que pode ser via incineração, co-processamento ou trituração, impedirá que o meio ambiente seja afetado pelos compostos químicos.

Ainda, dependendo do produto em questão, é possível considerar o tratamento de efluentes – que pode trabalhar o resíduo químico gerado a fim de que seja reutilizado posteriormente.

Se você ainda não implantou esta prática em sua empresa, é hora de começar a pensar nisso. Grandes negócios precisam trabalhar com ética e consciência global, principalmente no que se refere à preocupação com a manutenção dos recursos naturais. O meio ambiente merece essa atenção, que refletirá na melhoria da imagem de sua empresa e na conquista de mais clientes conscientes.

Você já conhecia o gerenciamento de resíduos? Quer adotar essa prática em sua empresa? Compartilhe suas dúvidas e experiências conosco; basta entrar em contato com a Contábil Pirituba! Somos uma empresa especializada na Contabilidade para Distribuidoras de Cosméticos.

Sucesso e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar