Transporte De Cosméticos

Quais os principais problemas no transporte de cosméticos e como resolvê-los?

Nosso país está na segunda colocação no mercado mundial de cosméticos, atrás apenas dos Estados Unidos e já tendo superado o Japão, que antes ocupava o segundo lugar. As dimensões continentais do Brasil apresentam sérias dificuldades para o atendimento do público consumidor, entre eles problemas no transporte de cosméticos.

O segmento de cosméticos vem crescendo a cada ano em razão de suas próprias características, com o contínuo lançamento de novos produtos, cada vez mais específicos, com novas empresas entrando no mercado e criando uma situação que torna os problemas no transporte de cosméticos cada vez mais desafiadores.

As empresas que se dedicam ao transporte de cosméticos sempre estão em busca de melhores soluções, mas encontram obstáculos na própria infraestrutura das estradas, na carência de mão de obra e no volume crescente de clientes, sempre com variação cada vez maior nos volumes de cargas.

Os riscos no transporte de cosméticos

Os problemas no transporte de cosméticos são criados pelas características dos produtos, que exigem cuidados especiais para serem levados das empresas produtoras até as distribuidoras de cosméticos. Um deles, por exemplo, é o alto valor do gerenciamento de risco. Com todos os cuidados necessários, o valor do seguro é maior do que em outros segmentos.

Além do gerenciamento de risco, outro fator também dificulta e gera problemas no transporte de cosméticos: os prazos apertados, que são acrescidos às exigências limpeza, temperatura e iluminação, havendo ainda controles criteriosos exigidos para cada carga.

Aliado a todos os problemas no transporte de cosméticos, a legislação não apresenta muita clareza, embora se deva seguir regras rígidas, principalmente com relação a controle de temperatura. Os cuidados ainda devem se estender aos controles rápidos, exigindo atenção dos operadores com relação às embalagens, que são muito frágeis.

As empresas que trabalham com transporte devem seguir regras da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária para operar os produtos em seus centros de distribuição. Embora essa regulamentação seja considerada satisfatória, os problemas no transporte de cosméticos ainda se estendem à morosidade nos processos de autorização para operação.

Como resolver os problemas no transporte de cosméticos

Diante de tantos problemas no transporte de cosméticos as transportadoras desenvolvem novas técnicas, apresentando estratégias diferenciadas e mais eficientes, melhorando a logística para as distribuidoras de cosméticos.

Os cosméticos exigem um controle de qualidade bastante rígido, o que faz com que a logística também se apresente qualificada o suficiente para atender essas necessidades de controle de qualidade.

O consumidor final deve receber um produto com qualidade, que não cause qualquer dano à sua saúde e os problemas no transporte de cosméticos podem ser resolvidos com os cuidados especiais durante o transporte, mantendo a pontualidade na entrega e respeitando as regras impostas, ao mesmo tempo em que se torna necessário manter os custos dentro de valores que não sobrecarregue o preço ao consumidor.

A administração da logística, portanto, deve ser um dos cuidados para a distribuidora de cosméticos, buscando novas formas de melhorar a distribuição dos seus produtos, dando a devida atenção a todos os seus clientes.

Uma distribuidora de cosméticos pode começar com pouco movimento, mas, no decorrer do tempo e com o crescimento do número de pedidos, deve administrar a logística dentro de padrões que mantenham um padrão de qualidade.

Para resolver os problemas no transporte de cosméticos, a melhor solução para a distribuidora é a terceirização dos serviços, uma vez que o mercado de transportes vem buscando novas técnicas, implantando setores especializados para esse tipo de serviços, mantendo os limites de temperatura e de trepidação exigidos para manter a qualidade dos produtos.

A contratação de um serviço terceirizado evita muitos problemas no transporte de cosméticos, permitindo um custo dentro das expectativas da distribuidora de cosméticos, sem onerar o preço final.

Com a terceirização dos serviços, a empresa contratada obriga-se a obedecer aos prazos de entrega, evita que a distribuidora de cosméticos precise investir na compra e na manutenção de veículos e na preparação de profissionais para esse tipo de atividade.

Os problemas no transporte de cosméticos podem, então, ser transferidos para uma empresa especializada, que terá condições para administrar a coleta, o transporte e a entrega, garantindo a distribuição dentro das especificações da distribuidora e gerando economia, rapidez e eficiência.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar