Gastos Em Condomínio Reduzir As Despesas Desnecessárias

Gastos em condomínio: 3 dicas para quem quer reduzir as despesas desnecessárias

Quando falamos sobre os gastos em condomínio, é comum pensarmos se existem maneiras realmente eficazes de reduzir as despesas e obter alguma economia para os condôminos e para a administração.

E o pensamento de que investir na redução das despesas é um processo complicado é ainda mais comum. Esse pensamento pode se provar um verdadeiro obstáculo para o sucesso e a manutenção das economias do condomínio.

Deixar de economizar uma boa quantia de dinheiro por não conhecer os métodos mais eficazes para isso é algo que não pode se perpetuar dentro de um condomínio!

Por isso, vamos explorar três dicas simples que ajudarão a reduzir os gastos em condomínio.

As dicas para reduzir os gastos em condomínio

1 –  FALE E SEJA OUVIDO

A comunicação e a conscientização ainda são as melhores formas de proporcionar uma boa economia com os gastos em condomínio. Isso porque o síndico deve exercer um papel de liderança e investir em maneiras eficientes de se comunicar com os moradores, visando a construção de relacionamentos transparentes e amigáveis com os condôminos.

Assim, será mais fácil explicar os porquês de economizar energia, água e afins, além dos benefícios que essa economia trará para todos.

2 –  A NATUREZA É A SUA ALIADA PARA REDUZIR GASTOS EM CONDOMÍNIO

A natureza pode ser uma ótima forma de reduzir os gastos em condomínio. Isso porque o meio-ambiente já nos oferece uma boa quantidade de recursos que podem ser aproveitados e reaproveitados pelos moradores.

A luz do sol fornece uma boa quantidade de iluminação durante o dia. Para aproveitar esse benefício, é preciso investir em formas de permitir que a luz solar entre nas áreas comuns e, além disso, pedir que os condôminos façam o mesmo dentro dos seus apartamentos.

A luz do sol também pode ser convertida em energia elétrica, caso o condomínio invista em painéis fotovoltaicos, visando a captação da luz solar e a energia solar.

Uma outra forma de reduzir gastos em condomínio é utilizar a água da chuva. Se o condomínio possui uma forma de captar essas águas, é possível tratá-las e transformá-las em verdadeiros utensílios para a lavagem de algumas áreas e bens como carros, etc. É possível tratar a água para lavar roupas, inclusive!

3 –  A TECNOLOGIA TAMBÉM SE FAZ MUITO ÚTIL!

A natureza não é a única a ser uma excelente aliada do condômino, do síndico e da administração do condomínio. Na verdade, para reduzir gastos em condomínio, é possível e necessário utilizar alguns aparatos tecnológicos para otimizar o consumo de recursos não renováveis, como a energia elétrica e a água potável.

Para isso, invista na instalação de lâmpadas de LED que utilizam sensores de presença, ligando e desligando automaticamente, conforme a necessidade. Dessa forma, não será preciso ligar ou desligar lâmpadas e deixá-las acesas ou apagadas o tempo todo.

Essa não é uma tecnologia cara e está presente na maioria dos condomínios. Por que não adotar?

Isso ainda não é tudo. Também é possível investir na implementação de uma portaria virtual. Dessa forma, não será preciso pagar profissionais para trabalharem no condomínio, já que tudo será feito de maneira remota.

Os profissionais estarão no controle da portaria direto da central de atendimento, onde realizarão todas as tarefas de um porteiro comum. Indo além, podemos destacar a facilidade e a segurança de investir nesse tipo de serviços, já que os porteiros virtuais estarão “inalcançáveis”, caso haja alguma tentativa de crime.

Com essas três dicas, você poderá reduzir gastos em condomínio e aumentar a lucratividade do seu condomínio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar